No Sudoeste, Sebrae/PR aproxim

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

No Sudoeste, Sebrae/PR aproxima startups de potenciais investidores

Startup de Pato Branco recebeu aporte de R$ 150 mil de investidor que participou do Programa Capital Inovador

05/12/19 às 09:00 - Por: Redação

No Brasil, um dos desafios para se empreender é o acesso ao crédito. O mercado restritivo é um desafio às startups que não têm recursos para impulsionar o crescimento. Uma alternativa é o financiamento por meio de investimento anjo, efetuado por pessoas físicas com capital próprio em empresas nascentes com alto potencial para crescer.

A prática, usual em grandes centros do país, começa a ser vista na região sudoeste do Paraná. Há dois meses, a Mercattum, startup de Pato Branco que desenvolve plataforma de relacionamento de clientes, sinalização digital e análise de dados para supermercados e varejo em geral, entrou em acordo com um investidor anjo que também é do município e aportou R$ 150 mil na empresa. Em comum, empreendedores e investidor passaram por capacitações e programas do Sebrae/PR.

O investidor anjo, profissional liberal que prefere não ser identificado, participou do Programa Capital Inovador na Regional Sul do Sebrae/PR, que preparou pessoas interessadas em investir em startups para a entender a lógica e os processos do mercado de investimentos de risco. Já Lucas Messias e Giovanni Christian Debona, fundadores da Mercattum, passaram por vários programas para o desenvolvimento de startups desenhados pelo Sebrae/PR.

“Minha trajetória com o Sebrae começou em 2017. Entrei como um aluno, com uma ideia de negócio. Depois, participei do Programa Capital Inovador e conheci startups da região com bons projetos”, conta o investidor anjo.

Ele destaca o papel do Sebrae/PR como a ponte entre investidores e as startups do ecossistema de inovação do Sudoeste e explica o motivo de apoiar a Mercattum. “É preciso dar visibilidade para as empresas locais que estão surgindo com boas ideias. Quando investimos aqui, os recursos geram empregos e renda”, completa.

“Vemos uma tendência de surgimento de startups que, de início, precisam muito de visibilidade e capacitação em gestão e finanças. O Sebrae tem nos ajudado com treinamentos e participações em feiras, o que possibilitou a melhoria do produto”, conta Giovanni Debona.

O empreendedor observa que os investimentos em startups da região Sudoeste ainda são pouco frequentes. “Tivemos a felicidade de conhecer um investidor local, que está nos acompanhando. Após conversas, recebemos o apoio em um momento decisivo, pois não estávamos conseguindo escalar a empresa”, completa Giovanni.

O valor investido foi de R$ 150 mil e as negociações foram rápidas. “Foram aproximadamente 25 dias, entre a primeira conversa e a assinatura do contrato, em 1º de outubro”, relata Lucas Messias.

“Trabalhamos bastante na melhoria do produto, com apoio da incubadora do Parque Tecnológico de Pato Branco e o Sebrae. Nossa resiliência e a vontade de persistir foram fatores decisivos para receber o investimento. O apoio do investidor é louvável”, declara Lucas.

Elizandro Ferreira, consultor do Sebrae/PR, comenta que a aproximação dos atores do ecossistema de inovação é um dos objetivos dos programas realizados pelo programa StartupPR, na Regional Sul.

“A intenção é contribuir para a melhoria do ambiente de negócios. Preparar pessoas que querem investir em novos negócios inovadores e aproximá-las de empresas nascentes com boas ideias e potencial de crescimento gera sinergia e promove o desenvolvimento regional”, contextualiza Elizandro.

           

 Contato para imprensa:Antônio Menegatti - (46) 99912-9002Adriano Oltramari – (41) 3330-5895 / (41) 99232-0502

 


Fonte: Diário Sudoeste
 

PARCEIROS E APOIADORES

Agência de Desenvolvimento Regional do Sudoeste do Paraná
Rua Florianópolis, 478 - Francisco Beltrão - Paraná
Fone: +55 46 3524-0558 | Fax: +55 46 3523-7083